Textículos aleatórios

Textículos aleatórios publicados em alguma rede social alheia.

Anúncios

Perguntei para o tempo quanto tempo o tempo tem. “Todo o tempo do mundo”, ele disse. Quanto tempo tem o mundo? “Todo o tempo que o tempo tem”.

Continue Lendo “Textículos aleatórios”

Hoje eu vi o céu

“A vida não muda quando você quer e também não muda quando você não quer.”

Daqui alguns dias, fará um ano que recriei o Epitáfios à Parte. Minha ideia em repaginar o EaP se sustentava na premissa de que eu mesmo precisava de uma repaginada, coisa que nunca aconteceu. A questão é que quase um ano se passou e as coisas continuam do mesmo jeito e isso é estranho. Estranho, porque se fala muito da mutabilidade da vida como se isso fosse uma regra inquestionável, mas não é. A vida não muda quando você quer e também não muda quando você não quer. Na verdade, é até difícil dizer ou prever quando haverá alguma mudança significativa na vida porque isso me parece bem aleatório. Continue Lendo “Hoje eu vi o céu”

Eu, ateu.

“A fé não foi feita para os céticos, essa é uma verdade que aprendi entre idas e vindas na igreja.”

100_0659
Photo by Pedro Henrique. Todos os direitos reservados.

Ainda que a virada de ano de 2016 para 2017 tenha sido como todas as outras viradas de ano pelas quais passei, 2017 começou ligeiramente diferente no que tange a minha vida pessoal. Eu resolvi sair do armário e não, não estou falando de minha sexualidade (essa eu já libertei há muitos anos atrás), mas de religiosidade, ou, no meu caso, da ausência dela. Continue Lendo “Eu, ateu.”

Solitude

Sobre estar só e sentir-se só.

solitude-quotes
Imagem da internet, disponível em Google Images.

Para quem sempre a solidão fora uma amiga, estar só não é algo ruim. Na verdade, poder-se-ia dizer que os momentos de solidão são aqueles em que melhor se está consigo mesmo, é quando se encontra a paz perdida nesse mundo caótico e passa a se sentir em harmonia consigo e com o mundo. Continue Lendo “Solitude”

A rosa de Hiroshima que nunca foi colhida

E se descobrirmos que todas as nossas escolhas foram erradas?

enola-gay
Imagem da internet, disponível em Google Images.

Sempre quando penso na vida, penso nas escolhas que fizemos, penso nos arrependimentos que terei quando eu for velho, nas coisas que eu gostaria de ter feito e naquelas que, definitivamente, eu preferiria nunca ter pensado em fazê-las. Inevitavelmente, acabo pensando nas coisas que as outras pessoas poderiam se arrepender ao longo de suas vidas, do que elas gostariam de se lembrar e o que elas gostariam que deixasse de existir. Penso nas grandes figuras da história, nos líderes e tiranos que dominaram sociedades inteiras, nos conquistadores e colonizadores que dizimaram civilizações completas para impor seu domínio. Continue Lendo “A rosa de Hiroshima que nunca foi colhida”